Léo Marinho
Sou apaixonado por assuntos tecnológicos. Trabalho com produções audiovisuais e com marketing.

WhatsApp – Conheça a história do app queridinho dos brasileiros

Falaremos do queridinho dos brasileiros que é o WhatsApp. Vamos conhecer um pouquinho da sua história.

Mas antes de falarmos como ele surgiu, iremos fazer uma retrospectiva rápida de como era a comunicação por texto antes da chegada dele.

Por volta dos anos 2000 em diante, na era dos celulares, não existiam os smartphones, tínhamos telefones que só faziam ligações e enviavam SMS ou torpedos como era conhecido aqui no Brasil. Alguns telefones até tinham o famoso browser, um navegador de Internet bem limitado que acabava com seus créditos só de abrir uma página, era bem triste. E o visor ainda era preto e branco na maioria deles, pois os aparelhos com visores coloridos estavam chegando no mercado, mas com limitações de cores, chegando a ter 4 cores no máximo como, por exemplo, o Siemens S10. Sem contar na Internet, não existia 3G, era tudo Gprs ou 2G bem limitadinho, e a Internet residencial era somente discada ou via rádio, muito limitada, usada mais para acesso a site, ler notícias e conversar por chat de texto. Vídeo na internet não existia nessa época, só imagem e arquivos. E o Wi-Fi? Ainda estávamos longe de conhece-lo.

Na época enviávamos torpedo, somente para assuntos breves ou urgente, pois um torpedo era caríssimo, na operadora vivo era cobrado R$0,70 por torpedo enviado.

Em seguida surgiu um programa para computador que revolucionaria a comunicação por chat, se tornou o meio de comunicação virtual mais usado nos meados de 2000 a 2009, era o Windows Live Messenger, o famoso  MSN, ele era usado no mundo inteiro, era o principal programa utilizado pelo mundo e principalmente aqui no Brasil. Lembro até de uma professora de português que numa certa aula abordou o tema sobre a evolução da comunicação,  ela fez a seguinte comparação: Antes as pessoas quando iam te pedir seu contato pedia seu número de telefone residencial, ou o orelhão perto da sua casa, agora pede seu MSN. Qual é seu MSN? Era assim mesmo, todo mundo trocava MSN, e não havia muitas concorrências. Logo veio o Orkut uma rede social que fez muito sucesso no início de 2004 a 2009, tinha um chat agregado, mas o MSN ainda predominava, e em 2006 o Facebook que antes era usado somente em universidades foi liberado para todos os públicos, com isso se tornando anos depois a rede social predominante prevalecendo sobre as rivais MSN e Orkut que anos depois encerraram seus serviços.

Mas todas as conversas por texto até 2009 eram pelo MSN, torpedo, Orkut ou Facebook. Existiam outros tipos como ICQ e GTalk, por exemplo; mas eles tinham poucos usuários. E Para celulares que já estavam sendo substituídos pelos smartphones nos meados de 2004 a 2007, ainda era usado o torpedo como comunicação principal, em seguida o MSN passou a funcionar em alguns tipos de aparelhos, e surgiu o Nimbus (um aplicativo de chat) e o Facebook.

Somente em 2007 com a chegada do iPhone no mercado com seu sistema iOS e o Google em 2008 com seu sistema Android que deram uma repaginada na era da comunicação móvel.

Com isso em 2009 surgiu o WhatsApp quem vem da expressão “Whats up”, que em português seria um “e aí”, seus fundadores eram Brian Action e Jan Koum. Brian era norte-americano, era engenheiro e Jan era ucraniano. Jan foi morar nos Estados Unidos ainda pequeno e trabalhou como zelador antes de fazer faculdade de programação. Eles se conheceram no Yahoo no final da década de 90 e trabalharam lá até 2007.

Em fevereiro de 2009 Jan registra a empresa WhatsApp na Califórnia.

Logo em seguida conhece um programador russo Igor Solomennikov que criou a primeira versão do app. Nessa versão o APP era bem limitado e só mostrava a lista de contatos e uma frase nos status informando se o usuário estava disponível ou não para receber chamadas. E não fez muito sucesso, jan até pensou em desistir, mas como seu engenheiro era persistente, convenceu ele de esperar mais um pouco e ter paciência, que ia dar tudo certo, e não é que ele tinha razão.

Então. Na versão do iOS 3.0 a Apple lançou o sistema de notificações em tempo real, formas de aviso na tela, o WhatsApp foi totalmente redesenhado para se adaptar a essas mudanças, e os usuários da época logo se encantaram pelo app. Mais ainda estava na sua versão beta.

O que é versão beta?

É um app que está em desenvolvimento, inacabado, normalmente muitos usuários se inscrevem para testarem esse app antes de serem lançados para o público. Nesse caso o WhatsApp estava sendo usado somente por amigos em comum dos criadores.

Ele só saiu da versão beta em novembro de 2009 e era exclusivo do iPhone, e a função de receber fotos só foi liberado um mês depois do seu lançamento oficial. Na época ele era pago, ele começou gratuito, depois passou a ser cobrado 99 centavos de dólares e depois passou a ser cobrado esse mesmo valor a partir do segundo ano de uso.

Em janeiro de 2010 saiu a versão para o BlackBerry, Android e Symbian. Em 2011 para Windows Phone.

Ainda em 2011 o mensageiro recebeu um investimento de 8 milhões de dólares, que o colocou de vez no topo e permitiu várias mudanças no app. Em agosto de 2013 surgiu as mensagens por áudio, no final do ano ele já estava com 400 milhões de usuários ativos.

Mas tudo muda em 2014 com um estouro de uma grande bomba, era notícia mundial, um investimento ousado. Em fevereiro o Facebook adquiriu o APP por um valor surreal, não tinha outro assunto na mídia há não ser o valor que Mark  Zuckerberg pagou pelo app. 19 bilhões de dólares, valor dividido entre dinheiro e ações, incluindo uma bolada pros cofundadores. Isso repercutiu muito, afinal, da 19 bilhão é muito dinheiro para adquirir um app, era algo que deixou muita gente perplexa. Porque dois anos anteriores ele havia comprado o Instagram por 1 bilhão de dólares.

E sabemos que o app em 2016 passou a ser totalmente gratuito, as taxas anuais foram retiradas. Com isso gera uma dúvida que fez e ainda faz muita gente questionar a respeito de como o WhatsApp ganha dinheiro. Não tem anúncios e nem monetização. O que você acha? Como que o Whatsapp se mantém? Deixe sua opinião nos comentários.

Mas continuando em 2014, foi o ano que surgiu o ícone em forma V que informava se o destinatário havia visualizado a mensagem, e logo após surgiu a opção para desativar essa função.

Em 2015 surgiu a versão web, a aguardada versão para desktop, mas só funcionava através do navegador e ainda precisava parear com o smartphone para funcionar, ainda nesse mesmo ano chegaram à chamada por voz e os emojis com diferentes tons de pele.

Em 2016 surgiu a opção de enviar documentos em PDFs.

O recurso de apagar mensagens já enviada antes que o destinatário visualizasse foi introduzido em 2017, e foi também o surgimento dos status que era a cópia nada discreta do Snapchat e o compartilhamento da localização atual.

Mas aqui no Brasil a história muda um pouco, já começa pelo nome íntimo que os brasileiros criaram né, o ZapZap ou só Zap.

E os bloqueios? Lembram? A justiça bloqueou o app tantas vezes, vamos conferir.

Dezembro de 2015 pela justiça de São Paulo, 48 horas fora do ar. Em julho de 2016 também, mas qual era o motivo? Sempre o mesmo, o WhatsApp não colaborava nas investigações policiais onde as conversas poderiam ser usadas como prova. O juiz fazia a proibição e aplicava a multa com o intuito de fazerem seus donos mudarem de ideia.

Mas não para por aí, o app é muito usado por golpista, sempre mandando links, mensagens de promoções e aqueles prêmios que você foi sorteado, mas quando você clica no link, na verdade, o que você ganha é uma grande dor de cabeça. Tem os grupos de todos os tipos, relacionamentos, discussões, brigas, até rompimento de relacionando o app tem ajudado bastante. E o gemidão? Quem não lembra, todo mundo já caiu nessa né rs. Que situação constrangedora!

Mas o app aqui no Brasil se tornou muito mais do que um app de mensagem, hoje você contrata serviço, marca consulta, compra produtos e agora faz até pagamentos.

Em 2017 o mensageiro registrou um total de 55 bilhões de mensagens enviadas por dia. Sendo 1 bilhão de vídeos, 4,5 bilhões de fotos e suporta 60 idiomas.

O WhatsApp se tornou o mensageiro oficial dos brasileiros, é o nosso queridinho.

É isso blodigueiros e bodigueiras. Se você gostou, deixe seu comentário. Dê sua opinião e sugestão.  E acesse o nosso canal para assistir essa matéria.

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.